domingo, 4 de agosto de 2019

Ato VIII - Revoluções, da Burguesia aos Estados Nacionais





A consolidação dos reinos feudais como centros de poder duradouros em torno da expansão e da unificação dos Ducados foi determinante na formação dos estados europeus. As guerras exigiam taxas e impostos cada vez mais altos, o que aumentava a pressão da burguesia ascendente por participação e poder político. Esse processo, de criação dos Estados Nacionais, ocorreu de maneira gradual em direção ao parlamentarismo, ou abruptamente, com a ruptura radical com a monarquia. O fim da Idade Moderna foi marcado pela conquista da liberdade, mas também por muito sangue.
~
Descrição da cena: deputados debatem sobre o confisco de propriedades e a abolição de taxas e impostos, enquanto populares ovacionam os mais radicais, atacando os que insistem na prudência.


PIERRE          
Segundo os direitos naturais, todos os homens são iguais. O camponês não é inferior ao senhor em cuja terra ele trabalha. 
LOUIS             
Quem não trabalha pelo próprio pão não merece a terra!
HENRI            
A terra deve ser de todos!
OLIVIER         
Sim, esses senhores já exploraram o povo por muito tempo! Vamos confiscar a propriedades deles e pôr fim à posse hereditária de todas as terras!
LOUIS            
 Apoiado!
PIERRE          
Sugiro ir além! Vamos abolir todos os impostos e taxas, e todos serão livres para decidir o quanto podem pagar.
LOUIS            
 Fantástico!
HENRI            
Um viva para Emannuel!
LOUIS e HENRI   
Viva! Viva! 
RAUL              
Calma, senhores. Tenham calma, não tomemos medidas precipitadas. Temo que esse modelo de arrecadação não será suficiente para cobrir as despesas básicas.
HENRI            
Não seja covarde, Raul! A revolução não é para covardes!
RAUL              
Estou sendo razoável. Muitos não pagarão, e o peso das contas cairá sobre poucos patriotas.
LOUIS             
Traidor! Diga logo, é contra a revolução?
HENRI            
Quer parar na guilhotina?
RAUL              
Não, de modo algum!
OLIVIER         
Milhões de franceses sofreram com impostos abusivos e agora fazem sua liberdade com as próprias mãos!
RAUL              
Mãos sujas de sangue...
PIERRE          
(Retrucando Raul) A liberdade exige uma renovação completa! Novas ideias, novas leis, novos costumes... É preciso destruir tudo para poder criar um novo mundo!
RAUL              
A violência tolerada em nome do benefício público é sempre insaciável. Eu me nego a aprovar tal coisa! (Retira-se, sob vaia geral)
OLIVIER         
Não lhe deem ouvidos! O terror é apenas a justiça imediata, pela qual a República derrotará os inimigos da liberdade!
LOUIS e HENRI   
  (Bradam exaltados) O-Li-Vier! O-Li-Vier! O-Li-Vier!




Nenhum comentário:

Postar um comentário